Fandom

Protopia Wiki

Seduzido pela Imagem da Realidade

1 764 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Dias de Guerra, Noites de Amor
CrimethInc


eles o têm na palma da sua mão.


Quando eu olhava revistas quando eu era pequeno, costumava pensar que deveria existir em algum lugar um mundo mágico onde tudo parecia ― e era ― perfeito. Eu via imagens disto nessas páginas, o ar enevoado de salas pouco iluminadas, cheio de drama, onde as modelos relaxavam em roupas de marca. É que a emoção e a aventura estão, eu pensavam, no mundo onde toda sala é impecavelmente decorada e o guarda-roupa de toda mulher é escolhido e combinado com ousadia e elegância. Eu resolvi ter minha própria vida de aventuras, e comecei a procurar imediatamente por essas salas e essas mulheres. E embora eu tenha descoberto que o romance e a emoção raramente andam lado a lado com suas imagens que nos são presenteadas ― normalmente o oposto é que é verdade, encontramos a aventura exatamente onde não há tempo ou energia para manter as aparências ― às vezes eu ainda me pego pensando que tudo seria perfeito se eu morasse naquela pitoresca cabana de madeira com tapetes combinando.


O que quer que estejamos procurando, nós tendemos a perseguir nossos desejos indo atrás de imagens: símbolos das coisas que desejamos. Compramos jaquetas de couro quando queremos perigo e rebeldia. Compramos carros rápidos não para dirigir a altas velocidades, mas para recapturar nossa juventude perdida. Quando queremos viver num mundo diferente, compramos panfletos políticos e adesivos de pára-choques. De alguma forma presumimos que possuir todos os acessórios certos nos dará as vidas perfeitas. E enquanto construímos nossas vidas, geralmente o fazemos de acordo com uma imagem, um padrão que nos foi oferecido: hippie, empresário, dona-de-casa, punk.


Por que pensamos tanto nessas imagens hoje, ao invés de nos concentrarmos na realidade, em nossas próprias vidas e emoções? Uma das razões pelas quais imagens ganharam tanta importância nesta sociedade é que, ao contrário da atividade, imagens são fáceis de vender. Publicidade e marketing, que são feitos para dar valores simbólicos a produtos para atrair consumidores, transformaram nossa cultura. Há gerações as corporações têm disseminado propaganda projetada para fazer-nos acreditar nos poderes mágicos de seus produtos: desodorante lhe dá popularidade, refrigerante dá juventude e energia, calças jeans lhe deixam sexy. Em nossos empregos, trocamos nosso tempo, energia e criatividade pela capacidade de comprar estes símbolos ― e nós os continuamos comprando, pois é claro que nenhuma quantidade de cigarros jamais dará sofisticação a alguém. Ao invés de satisfazer nossas necessidades, esses produtos as multiplicam: pois para adquirí-los, devemos vender nossas vidas. E nós continuamos repetindo, por não saber outra forma, esperando que o novo produto (livros de auto-ajuda, discos de punk rock, aquela cabana de férias com tapetes combinando) será aquele que deixará tudo certo.


Somos facilmente persuadidos a perseguir estas imagens pois é muito mais fácil mudar o cenário à sua volta do que mudar sua própria vida. Quantos problemas, quantos riscos você evitaria se você pudesse tornar sua vida perfeita simplesmente colecionando os acessórios corretos! Sem precisar participar. A imagem vem para encorporar tudo aquilo que você deseja, e você gasta todo o seu tempo e energia tentando acertar os detalhes (o boêmio tenta encontrar a perfeita boina preta e os perfeitos saraus para participar ― o universitário têm que ser visto com os amigos certos, nas festas certas, bebendo a cerveja certa e usando a camisa casual correta) ao invés de tentarem perseguir seus desejos pessoalmente ― pois é mais fácil se identificar com uma imagem pré-fabricada do que identificar exatamente o que você quer da vida. Mas se você realmente quer aventura, uma jaqueta australiana de caça não será suficiente ― e se você quer romance de verdade, jantar e cinema com a garota mais popular da sua escola podem não ser o bastante.


Fascinados como somos por imagens, nossos valores passaram a girar em torno de um mundo que nunca podemos vivenciar de verdade. Não há como entrar nas páginas de uma revista, não há como ser o arquétipo punk ou o executivo perfeito. Estamos "presos" aqui fora no mundo real, para sempre. E mesmo assim continuamos buscando por vida em fotografias, em modas, e espetáculos de todos os tipos, qualquer coisa para colecionar ou assistir ― ao invés de fazer.

Procuramos por vida na imagem da vida.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória