Fandom

Protopia Wiki

Sabotagem

1 764 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Receitas Para o Desastre
CrimethInc


InstruçõesEditar

Se você vai se envolver com sabotagem, você deve se retirar de toda forma de ativismo visível, resolver pendências judiciais e pagar multas de trânsito, e de toda forma aparentar ser um cidadão cumpridor das leis. Você deve ser capaz de passar por uma blitz de trânsito de rotina sem levantar nenhuma suspeita. Todos podem praticar a resistência no seu dia-a-dia, mas se a sua abordagem da subversão escolhida incluir atividades ilegais graves, será bom você tornar as coisas o mais difíceis possíveis para aqueles cujo trabalho é pegar você. Como eles dizem, às vezes você tem que obedecer às pequenas leis para quebrar as grandes.


RefletindoEditar

Antes mesmo de considerar realizar um ato de sabotagem, presume-se que você já tenha estabelecido os seus objetivos gerais como ativista político ou subversivo. A possibilidade de sabotagem surge quando você começa a pensar em estratégias para alcançar estes objetivos. Talvez você precise chamar a atenção do público para uma injustiça que deixaria todos indignados, se eles ouvissem falar dela; talvez você queira destruir os meios pelos quais uma corporação ou instituição está realizando suas malfeitorias, ou pelo menos criar um obstáculo; talvez você queira inspirar os seus companheiros ativistas ou dissidentes, e, no processo, demonstrar um modelo para resistência. Se parece que a sabotagem seria um elemento eficiente na sua estratégia, considere os possíveis alvos, as ações que você pode tomar contra eles, e os meios com que realizar isso.


A sua ação deve ser proporcional à seriedade do assunto, à importância do alvo, aos meios de que você dispõe, e você deve estar preparada para lidar com todas as possíveis conseqüências. Se os efeitos da sua ação vão se tornar públicos, leve em consideração a forma com que as diferentes táticas se mostrarão aos olhos do público. Pense bem em como minimizar os riscos, as despesas e a dificuldade ao mesmo tempo em que maximiza a eficiência; em toda etapa do planejamento, tente ver se há uma forma mais simples, mais segura de alcançar os mesmos fins, e se você está preparado para os riscos que você irá correr.


Considere os efeitos da sua ação em um contexto mais amplo. Quem ele irá inspirar, quem ele irá intimidar? Ele irá provocar mais vigilância e repressão na sua comunidade, ou inconformidade dentro dela? Em caso positivo, vale a pena, e como você irá lidar com essas conseqüências? Não chame a atenção para um alvo importante com uma ação pequena se você ou outros podem querer fazer algo mais sério com ele mais tarde. Reconheça que as autoridades podem usar os seus atos de sabotagem como propaganda para seus próprios fins; pense em como compensar ou impedir isto.


ReconhecimentoEditar

Do momento em que você começar a considerar um alvo até o momento antes de atacar, você fará reconhecimento, e a qualidade deste preparativo vai determinar se a sua ação será um sucesso ou um fracasso. Primeiro, pesquise o alvo e tudo relacionado a ele — de um computador em um local público, por exemplo, ou indo a um centro de turismo e registrando-se para um passeio guiado. Assegure-se de que qualquer pessoa que faça essas investigações não possa ser conectada ao ato de sabotagem mais tarde.


Junte mapas; se possível consiga fotografias aéreas da área e plantas de qualquer prédio. Você muitas vezes pode conseguí-los na internet. Faça seus próprios mapas, combinando os dados dos mapas que você reuniu com a informação recolhida pelas suas missões de reconhecimento. Verifique cuidadosamente esses dados com a realidade em futuras missões de reconhecimento. Não arrisque ser acusado de conspiração guardando mapas ou anotações sobre possíveis alvos em sua casa.


A medida do possível sem chamar a atenção, torne-se intimamente familiar com o local da sua ação desejada e com a àrea adjacente a ele. Pode ser mais vantajoso para as pessoas que fizerem a maior parte do reconhecimento não estarem envolvidas na ação; mesmo assim, todos que estarão no local da ação devem passar algum tempo lá, não só os exploradores. Idealmente, conduzam uma simulação, com todos que participarão da ação. Se for necessário, tire fotos para estudar, mas o faça muito discretamente, e não as revele de modo que haja provas do seu reconhecimento.


Você pode impedir o desmatamento no restante de nossa florestas usando uma técnica chamada "spiking" em árvores que serão cortadas. Usando um grande martelo ou marreta, insira pregos com pelo menos quinze centímetros de comprimento em cada tronco, acima do nível da sua cabeça e corte as cabeças dos pregos ou cubra-as com casca de árvore; repita este processo aleatoriamente pela floresta, trabalhando na chuva se necessário para abafar o barulho e usando pinos de cerâmica se você tiver que enganar os madeireiros com detectores de metal. Informe o serviço florestal que as árvores foram sabotadas.


Enquanto estiver explorando, tome notas dos horários, da segurança, do tráfego ocasional, e da proximidade e tempo de deslocamento até locais como delegacias de polícia que podem enviar uma resposta. Horário dos funcionários, da coleta do lixo, do serviço de limpeza, horários que os trens passam — qualquer coisa pertinente que você deva saber. Lixeiras freqüentemente fornecem informações importantes sobre uma corporação ou instituição (veja Revirando Lixeiras). Fique de olho aberto para itens na área que possam ser utilizados na sua ação; quanto menos você tiver que levar e trazer no grande dia, melhor. Observe as redondezas: tem alguma mata que possa fornecer cobertura, ou vocês podem ir disfarçados como consumidores? Preste atenção à mudanças na área durante o progresso das sucessivas missões de reconhecimento, para evitar que mudanças significantes aconteçam inesperadamente entre a última missão de reconhecimento e a ação. Explore em várias horas do dia e da noite, mas especialmente na hora do dia em que a sua ação ocorrerá; se necessário, coloque um vigia em tempo integral. Você pode precisar testar se e onde existem sistemas de segurança, e medir a velocidade e intensidade da resposta; seja cuidadoso para não entregar o jogo. Como a sua ação provavelmente depende do elemento surpresa, você provavelmente deverá cancelar os seus planos se algo comprometê-los em qualquer estágio do reconhecimento.


Finalmente, considere os precedentes para a sua ação. Provavelmente alguém já tentou algo similar; aprenda o que você puder sobre como foi, e trace seus planos de acordo.


RecrutamentoEditar

Às vezes você pode realizar um simples ato de sabotagem ou subversão sozinho. Em outros casos você precisará de uma equipe para isto. Esta equipe deve consistir do menor número de pessoas possível necessário para completar todas as tarefas envolvidas; quanto menos pessoas envolvidas, menor o risco de mal-entendidos e de erros individuais, e mais forte é o sentimento de responsabilidade pessoal de cada participante. Em grupos maiores, algumas pessoas podem cair fora do projeto durante as preparações, então assegurem-se de que há gente suficiente para suprir essa possibilidade. Se forem necessárias apenas algumas pessoas, o seu grupo de afinidades (veja Grupos de Afinidade) deve bastar; se forem preciso mais, considere chamar outros grupos de afinidade para trabalhar com vocês. Qualquer grande grupo trabalhando junto deve dividir-se em sub-grupos menores, para simplificar a organização e a tomada de decisões.


Você deve convidar para trabalhar com você apenas pessoas com as quais você tem razão para confiar profundamente. Toda pessoa que você convida que decide não participar é mais um risco de segurança desnecessário, então escolha com cuidado. Aborde as pessoas com perguntas gerais antes, em um ambiente particular, e só faça a sua proposta se eles expressarem interesse concreto em fazer alguma coisa. Indivíduos que não irão trabalhar com você não devem nem mesmo estar cientes do seu interesse em atividades ilegais; especulações inocentes sobre quem fez uma [[ação bem conhecida podem ser extremamente perigosas. A equipe que se formar deve ser capaz de cooperar amigavelmente nas situações mais estressantes.


Você pode colocar um filtro azul na sua lanterna: desta forma você poderá utilizá-la no escuro sem arruinar a sua visão noturna, e com muito menos chances de ser visto por outros.


Trazer novas pessoas significa respeitá-las como participantes iguais no projeto, com igual palavra sobre como ele deve ser levado. Não convide pessoas para trabalhar com você a menos que você respeite o seu julgamento e esteja disposto a ajustar os seus planos de acordo com as suas perspectivas. Inevitavelmente, alguns indivíduos terão maior experiência em determinado campo do que outros, e serão capazes de oferecer conselho mais práticos. Ao mesmo tempo, evite uma dinâmica na qual todos no grupo contam com um ou dois membros para fazer o trabalho sujo; isso centraliza as habilidades que seria melhor que todos desenvolvessem, e pode acabar com o seu grupo desenvolvendo uma estrutura hierárquica, não-saudável.


SegurançaEditar

Planejar e realizar atos de sabotagem exige muita segurança; antes mesmo de considerar uma ação deste tipo, um grupo deve estar muito bem versado na Cultura de Segurança. Desde o princípio, vocês precisarão estabelecer locais seguros para as reuniões para fazer planos. Idealmente, serão ao ar livre, ou pelo menos em um local seguro sem qualquer tipo de vigilância ou conexão a qualquer ativista conhecido. É uma boa idéia criar um código para comunicar-se sobre a ação, ou um pretexto para se reunir; mas atenção, um código ruim é pior do que não ter um, e dizer que você vai a um casamento quando não há casamento algum pode levantar mais suspeitas do que qualquer coisa. Mantenha as suas interações com companheiros de longa data em atividades ilegais ao mínimo; vá vê-los pessoalmente quando preciso, para que não existam registros da sua associação. Pode ser surpreendemente fácil manter certas relações em segredo simplesmente nunca mencionando elas em e-mails ou ao telefone.


Se todos estiverem muito preocupados com vazamento de informações e tiverem grande confiança em um pequeno grupo de organizadores, esta equipe poderá manter em segredo a identidade do alvo até o mais tarde possível na fase de planejamento. O problema com esta tática é que centralizam-se informações importantes, o que pode desequilibrar as dinâmicas de grupo, aumentar os riscos e afastar possíveis participantes. Ela é mais útil para ações de baixo risco que estão abertas a muitos participantes, ou operações de alto risco realizadas por um pequeno grupo bem entrosado; para grupos mais novos levando a cabo ações de risco médio, pode ser importante que todos envolvidos participem em todos estágios da discussão e do planejamento.


PlanejamentoEditar

Tão logo o núcleo central de participantes esteja estabelecido, vocês podem começar a ter reuniões. Certifiquem-se de que todos estão felizes com o formato escolhido para estas (veja "Facilitando Discussões" em Grupos de Afinidade), e que ele seja eficiente e com objetivos definidos. Na primeira reunião, você devem escolher o alvo, os objetivos, a cultura de segurança e o nível máximo de risco, e discutir como você irão continuar a se encontrar. Nas reuniões seguintes, agentes de campo podem compartilhar informações coletadas, e indivíduos podem fazer proposições táticas para o grupo aderir até que isso tudo compreenda um plano com os quais todos estejam confortáveis.


Tal plano deve cobrir todas as possíveis situações, da melhor à pior; o grupo pode estabelecer com antecedência sob quais circunstâncias eles abandonarão a ação. Não subestimem o seu poder — pequenas pessoas com pouco dinheiro podem alcançar objetivos enormes — mas sejam realistas. Vocês também devem estabelecer estruturas para suprir às necessidades do grupo de ação; estas podem incluir comunicações, patrulhamento, apoio legal, suprimentos, comida e alojamento, e trabalho de imprensa. Os indivíduos podem escolher papéis dentro desta conjuntura, e subgrupos podem se formar para se focar em concluir determinadas tarefas. Tentem não permitir a criação de rotinas nas quais os memos indivíduos sempre assumem as mesmas tarefas; quanto mais habilidades cada participante desenvolver, melhor.


Se o grupo que estiver organizando a ação for composto por pessoas de diferentes regiões, os que residem no local irão assumir uma porção maior da responsabilidade de fazer reconhecimento; conseqüentemente também pode ser mais fácil para eles elaborarem planos. Quem mora no local deve estar consciente do possível desequilíbrio de poder que isso pode criar, e cuidar para passar para os outros toda informação e controle possível. Por razões de segurança, pode ser uma boa idéia estabelecer um programa de intercâmbio, na qual um grupo organiza uma ação na sua região para que outro grupo a realize, e vice-versa. A repressão irá atrás daqueles ativistas mais próximos à área alvo, mas eles podem ter álibis infalíveis prontos.


Acampamento de AçãoEditar

Nos últimos dias antes de uma ação séria, geralmente há muitas coisas para se fazer. E isso é ainda mais complicado quando a segurança exige que você e seus companheiros não devem ser vistos juntos durante este período, especialmente trabalhando arduamente em algum projeto misterioso; pode até mesmo ser necessário ocultar a presença de participantes que vieram de longe. Para resolver esse problemas, você podes organizar um acampamento de ação: em um local seguro, como as terras privadas de um indivíduo de confiança em quem se pode contar para não ver nada, ou uma área esquecida adequada para okupar ou acampar, reunam-se por um breve período de preparação intensa (veja Thinktanks). Em áreas urbanas, a casa de um amigo que está viajando pode bastar. Todos devem ter um álibi — e não pode ser o mesmo! — para ir para o acampamento de ação. A própria tarefa de organizar comida e abrigo para um grupo por um curto período de tempo pode ser cansativa; pessoas que quiserem assumir tarefas de apoio podem assumir a responsabilidade para entregar comida e outros suprimentos. Certifiquem-se de que o trânsito de pessoas indo e vindo para o acampamento não atrairá atenção indesejada.


Preparações LegaisEditar

Durante a fase de planejamento, estabeleçam as possíveis repercussões legais de toda ação que vocês estiverem considerando, para que vocês possam avaliá-las durante a tomada de decisões. Se vocês não estiverem preparados para cumprir a pena, não cometam o crime. Antes de levar a cabo atos ilegais sérios, vocês devem ter uma estrutura de apoio legal pronta caso alguém seja preso (veja Apoio Legal). Assgure-se de que há pessoas que não estejam diretamente envolvidas na ação que possam prover apoio legal para os presos, para que não se possa fazer nenhuma conexão imediata entre eles, as pessoias que os apóiam e a ação.


CondiçõesEditar

Às vezes o clima vai estar interligado com os seus planos — você pode precisar de uma lua cheia para caminhar pelo campo, ou uma lua nova para ter escuridão ou de um temporal para abafar ruídos. Nevascas podem tornar impossível a tarefa de passar por uma área sem deixar rastros, enquanto que um clima quente pode fazer você parecer mais suspeito em seu disfarce. Organizem-se de acordo. Fiquem a par de outros acontecimentos; se estiver ocorrendo uma busca policial por alguém na área do seu alvo na noite da ação, é melhor vocês saberem antes de se dirigirem para lá.


ComunicaçõesEditar

A menos que a sua ação é para ser realizada por um ou dois indivíduos isolados, vocês precisarão de um sistema seguro e confiável de comunicação e contra-vigilância. Isso pode variar desde se ter a opção para um cancelamento de emergência a ser anunciado no último minuto, caso algo dê errado, até vários grupos manterem contato constante durante toda a ação. Quando mais elaborada a sua estrutura de comunicação, mais coordenadas poderão ser as suas atividades; por outro lado, quando mais vocês confiarem em tecnologias de comunicação, maiores serão as chances de que suas transmissões possam estar sendo monitoradas, e maior será a confusão caso a comunicação pife. Quanto mais simples for a sua estrutura de comunicação, mais segura ela, e todo o seu plano, serão.


Vigias podem ser ficar nos pontos de entrada para esperar e anunciar a resposta da polícia, ou perambular pela área para ficar de olho nos seguranças e em transeuntes. É possível monitorar as interações da polícia com um rádio, embora seja proibido fazer isso dentro de um carro. Pode-se estabelecer um centro de comunicações, ao qual os vigias e os grupos de ação reportam, e que é responsável por entrar em contato com outros grupos para passar notícias e anúncios; outra maneira de se fazer isso é distribuir a informação através de uma "árvore de comunicação", na qual cada pessoa ou grupo que recebe uma mensagem é responsável passá-la para alguns outros.


As tecnologias de comunicação estão em constante evolução, bem como as técnicas de vigilância da polícia; mantenha-se atualizado com as opções. Rádios transmissores-receptores vêm em diversos modelos; eles podem ser monitorados com relativa facilidade, especialmente se a polícia estiver preparada para isto, e freqüentemente falham quando mais precisamos deles, mas eles podem ser usados para contatar várias pessoas instantaneamente, e se não forem monitorados não deixam registro do seu uso. Celulares são mais confiáveis a distâncias muito maiores, e não são tão fáceis de serem monitorados, pressupondo-se que já não estejam grampeados; por outro lado, eles deixam um registro permanente de quando, onde e para quem se telefonou. Um celular emprestado de um não-combatente ou registrado em nome de um proprietário fictício é muito mais seguro do que um celular pessoal. Este é o único tipo de telefone que você deve usar em uma ação séria.


AçãoEditar

No dia ou noite da sua ação, repassem todos os passos do plano juntos, com cada participante descrevendo o seu papel. Isso dará uma clareza e confiança fundamental.


O seus planos devem especificar a ordem na qual as atividades serão realizadas; e devem levar em consideração a quantidade de tempo que cada atividade irá exigir, tendo em conta o tempo de deslocamento também. Todos cujas ações devem ser coordenadas devem ter relógios sincronizados. Um rota completa, incluindo rotas de fuga alternativas (veja Evasão), deve ser traçada para todos envolvidos — não apenas para ir e voltar do alvo, mas todo o caminho desde o ponto de partida dos eventos do dia até a sua conclusão quando todos estiverem dispersados em segurança. Este trajeto deve ser planejado de forma a deixar o mínimo de registros possíveis dos movimentos daqueles que participarão na ação; evitem pedágios, por exemplo, e câmeras de vigilância em postos de gasolina.


Se houver motoristas para a fuga, é melhor que eles voltem em um horário pré-determinado ou quando chamados do que esperarem nas redondezas, chamando a atenção de vizinhos ou de rondas policiais. Tenham o seu tempo contabilizado com antecedência, e ajustem os seus planos com o andar das coisas para evitar situações constrangedoras. Se você tiver um horário estabelecido para ser pego, e levar mais tempo do que você esperava para chegar ao local alvo de onde você foi deixado e será pego de volta, reserve a mesma quantidade de tempo extra para voltar, e subtraia isso do tempo que você tinha planejado para ter no local da ação.


Vocês devem ter outros planos prontos, caso algo dê errado, e estabelecer quais condições irão dizer que se deve mudar de um plano para outro. Todos devem ter disponível um meio de transporte alternativo caso alguém não consiga sair da área da forma planejada, e deve levar dinheiro para o táxi ou ônibus se isso se aplicar.


Assgurem-se de que vocês possuem as ferramentas necessárias para o trabalho, mas não levem nada que não seja essencial com vocês — nada potencialmente incriminador, nada desnecessariamente pesado, nada que você possa acidentalmente perder. Depois da açẽo, destruam todas as ferramentas que vocês usaram, ou, se vocês tiverem certeza de que a ação não foi dramática o suficiente para provocar uma investigação séria, mantenham-as longe de qualquer espaço associado a vocês. Certifiquem-se de que todas outras evidências sejam destruídas — todos os mapas, todas anotações, todas as roupas com as quais vocês possam ter sido vistos.


Tenha um álibi preparado: dê um jeito de ser visto em público, ou tenha um registro — como um recibo de estacionamento, um canhoto do cinema, ou recibo de um camping que você tenha certeza de que não está sob vigilância — de suas atividades longe da cena do crime. Nunca mais fale da ação novamente, exceto dentro do grupo com quem você a realizou, e mesmo assim, somente em condições de segurança. Existem duas exceções a isto: se você for pego, julgado e condenado por uma ação, você pode falar das ações pelas quais você foi condenado, sob a condição de que você não dê nenhuma pista sobre outros envolvidos; e se você tiver sucesso em derrubar o governo e todas as outras instituições opressivas, você, seus amigos e todos outros como você finalmente serão livres para admitir terem participado de atividades subversivas nos velhos dias. Imagine todas as histórias que teremos para contar!


Manifesto e Cobertura JornalísticaEditar

Vocês podem querer disfarçar o seu ataque como um acidente ou como um ato aleatório de vandalismo, para não dar dicas aos investigadores sobre os possíveis suspeitos. Por outro lado, se um dos seus objetivos é atrair a atenção pública, será melhor assumir a publicidade você mesmo. As melhores ações de sabotagem podem passar desapercebidas ou mesmos serem deliberadamente abafadas, a menos que elas sejam acompanhadas por campanhas midiáticas abrangentes e persuasivas.


A melhor forma de fazer isso é emitir um manifesto. Ele é essencialmente uma carta à imprensa (veja Grande Mídia): ela deve começar falando o quem, o que, o quando e o onde de uma ação, e então explicar porque ela foi realizada e elabore sobre os objetivos mais amplos por trás dela. Ela deve ser escrita de forma simples e precisa, com um estilo de escrita genérico que não denuncie a identidade do autor ou autores. A cobertura jornalística da grande imprensa irá na melhor das hipóteses incluir uma ou duas frases do manifesto, então certifique-se de que todas as frases dele sejam eloquentes e que mantenham o sentido quando citadas sozinhas. Às vezes bom humor pode ajudar a passar a sua idéia e manter a atenção do leitor; isso é mais útil quando o seu manifesto será publicado na íntegra em algum local, como em um site de notícias independente. Inclua o endereço de uma ou duas páginas da internet, se possível, tendo em mente que isso poderá trazer a atenção ou repressão àqueles que as hospedam.


Para evitar que as suas pegadas sejam usadas contra você no tribunal, tenha um parte sobressalente de sapatos escondidos em um local secreto fora da sua casa para usar em trabalhos noturnis; use várias meias para que você possa usar sapatos de um tamanho maior que os seus pés.


Enviar um manifesto pode ser uma das partes mais arriscadas da ação. Ele deve ser enviado de uma conta de e-mail de uso único em um computador público, e a pessoa que o envia deve ser cuidadosa para não ser detectada se aproximando, usando ou saindo de perto do computador. Na melhor das hipóteses, ele deve ser enviado de uma área muito distante da ação e dos lares daqueles que a realizaram. Outra maneira é enviá-lo pelo correio — mas o texto não deve ser escrito em um computador ligado a qualquer um dos participantes, e o papel, envelope e selo nunca devem ser tocados sem luvas.


Um manifesto com um texto simples é freqüentemente insuficiente para capturar a atenção ou expressar a magnitude de uma ação. Se possível, inclua fotografias ou vídeos. Um ou mais dos indivíduos envolvidos na ação podem ser responsáveis por registrá-los depois da ação (veja Mídia Independente). Seja cuidadoso para que esses registros de imagem não forneça aos investigadores quaisquer informações úteis sobre o seu grupo. É mais provável que a mídia independente faça uma cobertura mais aprofundada e simpática que a da grande mídia; se você não conhece nenhum jornalista da mídia independente em quem você possa confiar, você pode enviar informações a eles ou pedir a sua cobertura de forma anônima.


Além de buscar cobertura jornalística independente e corporativa, você também pode dar um jeito de apresentar as notícias e explicações da sua ação direto ao público por meios autônomos (vejam Faixas Penduradas e Faixas Içadas; Grafite, Criando Manchetes, Adesivos, Lambe-lambe; e também considere radiodifusão pirata, comunitária ou livre). Considere como utilizá-los para comunicar a informação necessária sem envolver aqueles que os utilizam para crimes maiores.


DepoisEditar

Imediatamente depois de uma ação, assegurem-se de que todos estejam seguros e tenham apoio emocional, e de que qualquer um que tenha sido preso ou ferido receba ajuda. Além de cuidar disto, dividam-se e voltem rapidamente a ser cidadãos comuns, respeitadores das leis. Resistam ao impulso de se encontrar para trocar figurinhas. Eventualmente, você vão querer se reunir novamente, quer seja em pequenos grupos ou todos juntos, para compartilhar pontos-de-vista sobre o que aconteceu, mas isto exigirá pelo menos tanta segurança quanto as suas reuniões de planejamento, pois agora vocês podem estar sob suspeita. Considerem a hipótese de limitar o seu envolvimento em atividades políticas públicas, mas não façam nenhuma mudança radical nos seus estilos de vida ou compromissos. É menos incriminador manter uma rotina visível do que desaparecer completamente. Guardem os seus segredos para si e as suas mentes aguçadas; freqüentemente, as autoridades não vão atacar até meses ou mesmo anos depois de uma ação, quando elas tiveram tempo suficiente para reunir inteligência e preparar um caso.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória