Fandom

Protopia Wiki

O Tema Haymarket

1 764 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Comunicados da Associação Pró-Anarquia Ontológica
Hakim Bey


Comunicado #3


Preciso apenas mencionar en passant que existe um curioso ressurgimento da tradição de bagres na popular série de filmes Godzilla, surgida após o caos nuclear lançado sobre o Japão. Na verdade, os detalhes simbólicos da evolução Godzilla no cinema de cultura pop são surpreendentemente paralelos aos mais tradicionais e folclóricos temas japoneses e chineses de combate a uma ambivalente criatura do caos (alguns dos filmes, como Mothra, lembram diretamente os antigos motivos do ovo/cabaça/casulo cósmico) que é geralmente domesticada, após o fracasso da ordem civilizada, pela ação especial e indireta de uma criança. Girardot , Myth e Meaning in Early Taoism: The Theme of Chaos (hun-tun).


Em algum antigo Templo da Ciência Islâmica (em Chicago ou Baltimore), um antigo amigo afirmou Ter visto um altar secreto no qual descansavam pares combinados de seis revólveres (em caixas de veludo) e um fez negro. Supostamente, a iniciação ao círculo mais secreto requer do neófito mouro o assassino de pelo menos um policial. /// E Louis Lingg? Foi ele um precursor da Anarquia Ontológica? Eu o desprezo - não podemos deixar de admitir tais sentimentos. Mas o homem se dinamitou aos 22 anos para enganar a força... esses não é exatamente o caminho que escolhemos.


///A IDÉIA de POLÍCIA é como a hidra em que crescem cem novas cabeças para cada uma que é decepada - e todas essa cabeças são policiais vivos. Cortar fora as cabeças não nos ajuda em nada, apenas aumenta o poder da besta até que ela nos engula. /// Primeiro assassine a IDÉIA - exploda o monumento dentro de nós - e então, talvez... o equilíbrio do poder se inverterá. Quando o último tira em nosso cérebro for assassinado pelo último desejo não satisfeito - talvez até mesmo a paisagem ao nosso redor comece a mudar... /// O Terrorismo Poético propõe tal sabotagem dos arquétipos como ávidos pela derrubada (por qualquer meio) de toda polícia, aiatolás, banqueiros, carrascos, padres etc., reservamo-nos a opção de venerar até mesmo os fracassos do excesso radical. /// Uns poucos dias liberto do Império das Mentiras pode muito bem valer um sacrifício considerável; um momento de realização exaltada pode pesar mais do que uma vida inteira de trabalho e tédio microcefálico. /// Mas esse momento deve tornar-se nosso - e nossa posse sobre ele é seriamente comprometida se precisamos cometer suicídio para preservar sua integridade. Então, misturamos ironia à nossa veneração - não é o martírio que propomos, mas a coragem do dinamitador, a autoconfiança de um monstro do Caos, a realização de prazeres criminosos e ilegais.


Comunicados da Associação Pró-Anarquia Ontológica
O Memorial Bolo Kallikak e O Caos Ashram: Uma Proposta O Tema Haymarket O Fim do Mundo

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória