Fandom

Protopia Wiki

Do Terrorismo e do Estado/Dedicatória aos Maus Operários de Itália e de Todos os Países

< Do Terrorismo e do Estado

1 764 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Do Terrorismo e do Estado
Gianfranco Sanguinetti


«"Não chegou ainda, sem dúvida, o tempo de praticar o bem. O bem que cada um pratica é um paliativo. É preciso que advenha um mal geral assaz grande para que a opinião geral sinta a necessidade de medidas apropriadas para se praticar o bem. O que produz o bem geral é sempre terrível, ou parece extravagante em se começando por demais cedo."»
(Saint-Just, Escritos Póstumos.)


É a vós, maus operários, que endereço este panfleto que, se não esgota as obrigações que tenho para convosco, é no entanto a dádiva maior que nestes tempos vos poderia fazer, pois procurei aqui expressar por palavras essa mesma insubordinação total, estrondosa e salutar que vós exprimis ainda melhor e sempre mais radicalmente através das vossas ações e das vossas lutas contra o trabalho. E se, por ora, nem vós, nem quaisquer outros, podeis esperar mais de mim, sem todavia vos contentardes com menos, não vos deveis queixar de não vos haver eu dado mais do que isto. Podereis talvez criticar-me por não ter sabido descrever aqui toda a miséria contra a qual vos revoltais hoje, e que é bem grande, ou por não ter sabido relatar toda a riqueza da vossa revolta, que não é pequena; mas, nesse caso, não sei qual de nós terá menos obrigações para com o outro: se eu para convosco, pois encorajastes-me a escrever o que nunca escreveria só por mim mesmo, ou se vós para comigo, pois em o escrevendo, eu não vos teria satisfeito.

Tomai pois este Remédio para Tudo como tudo o que se recebe de um amigo, sempre considerando mais a intenção de quem dá do que a qualidade daquilo que se recebe. E a minha intenção é, tal como a vossa, a de ser nocivo a este mundo que vos é nocivo, a de desmascararos que são pagos para vos enganar e a de privarde toda a reputação aqueles que ainda gozam de alguma. Mas se ataco aqui frontalmente homens hoje conhecidos que depressa serão sepultados pelo olvido ou pelas próprias conseqüências dos seus abusos, importa-mo menos desagradar-lhes do que atingir por intermédio deles todas as instituições desta sociedade, instituições que eles tão bem representam e tão mal defendem, sempre na esperança de, por sua vez por elas virem a ser defendidos. O meu único desejo é o de que uma tal leitura seja capaz de incitar os que ainda trabalham sem protestar, os bons operários, a serem menos bons, e aqueles que, com o vós, já se revoltam, os maus operários portanto, a tornarem-se ainda piores.

Escrever estas coisas contra este mundo é mais fácil do que lê-las, e lê-las é mais fácil do que fazê-las; e quanto a mim, o que escrevo preferiria lê-lo, e o que leio preferiria vê-lo e fazê-lo. Apesar de tudo isso, considerar-me-ia como pouco prático se hoje não usasse, para certos fins, a pena um pouco melhor do que tantos outros dizem utilizar as armas, e de uma maneira, quero crer, menos ineficaz, pois serão as penas que farão trabalhar as armas, e não as armas as penas, como desejariam os proprietários desta sociedade e os ingênuos fanáticos da luta armada, que também quanto a isto estão mais de acordo do que julgam.

Se vós, os maus operários, considerardes que estes Discursos não são muito inferiores à ambiciosa intenção que vos anima, e que também me anima, não deixarei de na próxima vez fazer pior, incitado por este desejo natural, que foi sempre o meu, de cometer sem qualquer respeito tudo o que possa atingir os donos do nosso mundo, do nosso tempo, da nossa vida. Se para além disso encontrardes nestas páginas uma única razão suplementar para desencadear novos e mais violentos ataques contra todos os que vos oprimem e vos exploram, os burocratas e os burgueses, e para desmistificar com violência os mistificadores que pretendem ainda falar em vosso nome e em vosso lugar, Remédio para Tudo terá satisfeito todos os meus desejos, e eu não saberia desejar-lhe nada melhor.


Referências

Do Terrorismo e do Estado
Do Terrorismo e do Estado/Índice de Remédio para Tudo Dedicatória aos Maus Operários de Itália e de Todos os Países Do Terrorismo e do Estado/Prefácio à edição portuguesa

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória