Fandom

Protopia Wiki

Cordões

1 764 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Lamed


Phidippus audax Jumping Spider.jpg
Ele retira os olhos do rosto e os deposita com cuidado sobre o tampo de vidro da mesa. Os dois globos brancos encaram as órbitas vazias da face, de onde flui o sangue que escorre pelos lados do nariz, empapando-lhe o bigode e a barba por fazer. Se têm alguma opinião formada sobre o que vêem, os olhos guardam-na escrupulosamente para si.

O homem passa a língua pela comissura dos lábios, sorvendo o sangue com o ar satisfeito de um vampiro que se alimenta de si mesmo. Dentro de seu peito, alguma coisa dotada de tentáculos e gavinhas remexe suas entranhas. Ele tem vontade de vomitar, mas controla-se. O que está fazendo é mais importante do que qualquer mal-estar passageiro. Ergue ambas as mãos em direção à cabeça, os indicadores estendidos feito as varinhas de um rabdomante, e os introduz nas cavidades oculares.

Red rosebud.jpg
Com as pontas dos dedos, escarafuncha as órbitas. O movimento produz cócegas em seu estômago. Demora alguns minutos até encontrar o que estava procurando. Primeiro, o do olho direito. Depois, o do esquerdo. Parecem as pontas salientes de dois cordões, semi-enterradas no fundo do buraco. Agarra-as com a ajuda do polegar e puxa ambos os cordões simultaneamente, com força. Um relâmpago de dor sobe em espiral por sua espinha. O vômito, agora descontrolado, flui pelos lados da boca, misturando-se ao sangue e indo se aninhar sobre a camiseta branca que o homem veste. Continua puxando, porém. Seu corpo vai se descosturando à medida que os dois pedaços de cordão aumentam entre seus dedos.

Finalmente, todas as suturas se soltam e o corpo se desmancha em um amontoado de ossos e pele, músculos e carne, que desaba no chão junto à mesa.

No centro daquela maçaroca brilha uma rosa.


Textos

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória