Fandom

Protopia Wiki

As orientações da política Bolchevique

1 764 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Teses sobre o Bolchevismo
Helmut Wagner


O bolchevismo nasceu da vontade de derrubar o regime czarista. Enquanto ataque ao absolutismo, é revolucionário burguês. No decurso das lutas a respeito da linha tática na social-democracia russa para alcançar seu objetivo, o bolchevismo desenvolve seus métodos e suas consignas.

A tarefa histórica do bolchevismo foi soldar duas rebeliões opostas, a do proletariado e a do campesinato, assumindo a direção de ambas e orientando-as para um objetivo comum: a abolição do estado feudal. Tinha que combinar a revolta camponesa (fase da revolução burguesa, correspondente ao começo do desenvolvimento da sociedade burguesa) com a revolta proletária (fase da revolução proletária, correspondente ao final do desenvolvimento da sociedade burguesa) numa ação unificada. Só conseguiu fazê-lo, porque desencadeou um esforço estratégico, no qual utilizou as mais diversas agitações e tendências de classe.

Esta estratégia (que consistia em instrumentalizar o descontentamento das massas) começa explorando as menores divisões e erros no campo inimigo. Assim, Lênin falou dos burgueses liberais como «nossos aliados de amanhã» e, noutra ocasião, defendeu os sacerdotes que se opunham ao governo que não os satisfazia, do ponto de vista material, declarando-se disposto a apoiar as seitas religiosas perseguidas pelo czarismo.

Contudo, Lênin formulou com precisão sua tática, na questão dos “aliados da revolução”. Utilizando as experiências de 1905, opôs-se energicamente a todo compromisso com os grupos capitalistas dominantes e limitou a política de «alianças» e os compromissos aos elementos da pequena burguesia e do campesinato pobre, ou seja, àqueles que, historicamente, podiam ser mobilizados para a revolução burguesa na Rússia.

A consigna tática da «ditadura democrática dos operários e os camponeses» indicava, em 1905, a orientação geral do bolchevismo e expressava a idéia ilusória de um parlamentarismo sem a burguesia. Mais tarde, essa consigna foi substituída por outra: «aliança de classes entre operários e camponeses». Esta fórmula ocultava a necessidade de pôr em movimento as duas classes para possibilitar a tomada do poder pelos bolcheviques.

Essas consignas pontuais, que mobilizaram as duas classes determinantes para a revolução russa a partir dos seus interesses econômicos conflitantes, eram a conseqüência de uma implacável vontade de explorar as forças dessas classes. Para mobilizar o campesinato, os bolcheviques, já em 1905, forjaram a consigna da «expropriação radical dos latifundiários pelos camponeses». Esta consigna podia ser considerada, do ponto de vista dos camponeses, como uma incitação a repartir as grandes fazendas. Quando os mencheviques assinalaram o caráter reacionário das consignas agrárias bolcheviques, Lênin respondeu que os bolcheviques não tinham decidido o que iam fazer com as terras expropriadas. Resolver esse assunto seria função da social-democracia no poder. A reivindicação da expropriação dos latifúndios pelos camponeses, embora demagógica, correspondia aos interesses dos camponeses. Do mesmo modo, os bolcheviques difundiram suas consignas entre os operários, em particular a dos sovietes. O fato de que a consigna determinara a tática dos operários era, simplesmente, um êxito momentâneo; o partido bolchevique não considerava que uma consigna o ligasse às massas como uma obrigação de princípio; ao contrário, via nela o meio propagandístico de uma política que apontava, em última instância, à conquista do poder pela organização.

Entre 1906 a 1914, o bolchevismo aplicou a tática do «parlamentarismo revolucionário», combinando atos legais e ilegais. Esta tática correspondia à situação da revolução burguesa na Rússia. Com ajuda desta tática, conseguiu unificar a guerrilha que, em duas frentes, operários e camponeses faziam contra o czarismo, fazendo da mesma o elemento decisivo para a preparação da revolução burguesa nas condições russas. Dada a política ditatorial do czarismo, cada progresso da social-democracia russa na atividade parlamentar acarretava, na prática, um caráter revolucionário-burguês. A tática de mobilização do campesinato e do proletariado (as duas classes decisivas para a revolução russa) iria se consolidando durante o período entre a revolução de 1905 até a guerra mundial e, neste sentido, a Duma serviu como tribuna da propaganda entre os operários e os camponeses.


Teses sobre o Bolchevismo
A essência do Bolchevismo As orientações da política Bolchevique O Bolchevismo e a classe operária

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória