Fandom

Protopia Wiki

A Escalada do Capitalismo e Resistência

1 764 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Killing King Abacus


Diante das novas formas de globalizacao, alguns tem argumentado que precisamos retornar ao estado nacional ou 'a cultura como espacos privilegiados de luta, ja' outros sustentam que as lutas tem que ser travadas necessariamente no campo individual. Muitos marxistas, por sua vez, defendem a teoria de que o universo proletario, muitas vezes compreendido como uma entidade homogenea, precisa unir-se para enfrentar o capitalismo. Na pratica, os marxistas usualmente procuram organizar o proletariado na escala da nacionalidade. O presente momento do processo capitalista mostra os limites dessa pratica e a necessidade de pensar criticamente a questao da escala e as formas diferentes de se opor ao capitalismo. Hoje, mais que nunca, precisamos prestar atencao nos dois extremos da escala: a universal (o capitalismo global e a cultura capitalista global) e a particular (como o capitalismo opera em uma situa玢o geográfica particular, em uma cultura ou como ele afeta particularmente os individuos e os grupos). Contudo, precisamos evitar a dicotomia contida na ideia de que o capitalismo e' universal e homogeneo e de que a cultura é' particular e heterogenea. O projeto que Hot Tide esta' desenvolvendo repensa as contradicoes entre anarquismo (especialmente individualista e insurreicional) e comunismo anti-estado e marxismo autonomo. Isto é tanto uma questão teórica (como o capitalismo opera em em diferentes escalas espaciais? Como se manifesta de formas diferentes em volta do globo? Quais formas de resistencia e de positiva auto-valorizacao sao necessarias no presente momento?) como uma questão organizativa (Quão dispersas estao as pessoas -- multidões -- com suas diversas formas de atacar efetivamente o capitalismo, e como fazer isso sem atritos e sem sufocar suas diferenças?) e as duas não podem caminhar separadamente. Produziremos uma série de artigos de forma a estimular tanto a discussao entre Hot Tide e Killing King Abacus. Próximos pontos a serem discutidos:


1. A fase mais recente da globaliza玢o é uma nova organiza玢o espacial do capitalismo. Aparentemente essa nova fase da globaliza玢o implicaria na emergencia do capitalismo puro, na destrui玢o do estado na玢o (e' estranho que alguns anarquistas tenham recentemente caido em tal retorica) ou no

simplismo da homogeniza玢o do globo. O fato e' que

o capitalismo funciona de muitas maneiras de forma

a gerar diferen�as em volta do globo, ele n�o

produz apenas homogeniza玢o. Ao mesmo tempo em que

o capitalismo trabalha para abrir barreiras ao

comercio e ao capital, por exemplo, ele também

fecha determinados fluxos em novas bases. No que

diz respeito às regras do estado elas est�o em

constante mudan�a, n�o existe nenhuma forma de

capitalismo puro que pretenda enxugar

completamente o estado. Os capitalistas usam o

poder do estado para reorganizar as rela珲es de

poder. Os estados tomam parte na constru玢o dos

novos ou reinventados nós de poder das mesma forma

que o Banco Mundial, o FMI, NATO, e OMC. E'

através dos estados que tais institui珲es ganham

legitimidade. Ao mesmo tempo em que os estados

perdem o controle do fluxo comercial e do capital,

aumenta o controle de muitos estados sobre as

vidas e as a珲es de suas popula珲es.

A verdade é que o estado e o capital tem extendido

seus tentáculos sobre todos os aspectos de nossas

vidas. Ao mesmo tempo, o capitalismo ajuda a

produzir desiguais condi珲es geográficas através

do globo: alguns estados tornam-se mais fortes

enquanto se reequipam, ao passo que outros

tornam-se fracos. Todavia, é também verdade que o

globo como um todo está sendo envolvido debaixo de

uma única logica de poder e de valor, e os estados

s�o for�ados a operar dentro dessa lógica.


2. Precisamos reconceituar nossa resistencia

ao capitalismo. O tempo de pensar em termos de

"massa" se perdeu no passado (se é que existiu

alguma vez); precisamos ser capazes de

conceituar resistencia sem eliminar nossas

diferen�as, ou negar comunh�o na luta (existe

apenas um capitalismo). N�o existe nenhuma massa

homogenea, mas uma multid�o de participantes na

luta contra o capitalismo. Parece haver

contradi玢o entre os desejos de um individuo e

certamente e' dificil aderir 'a luta de uma

multidao, mas sua importancia é fundamental.

Nesses momentos de luta e' necessario dar espa�o

para nossas diferen�as enquanto atacamos as muitas

cabe�as da hidra do capitalismo. A nível de

organiza玢o isto significa que nunca devemos

tentar construir uma única, solitária organiza玢o;

a autonomia da auto-organiza玢o precisa ser sempre

preservada. Fora isso, as organiza珲es precisam

ter um propósito particular para que continuem

caminhando juntas, e uma vez que esse propósito

particular tenha sido atingido elas podem se

dispersar. Organiza珲es permanentes tendem a

tornar-se autoritárias e desperdi�ar a maior parte

da energia de seus participantes tentando

"construir a organiza玢o" ou dar-lhe dire玢o.


3. O momento é agora, e o alvo esta' delineado. A

recente cadeia de protestos anti-capitalistas,

embora aos trancos e barrancos, continua

avan�ando, tem fornecido uma poderosa nova forma à

luta anti-capitalista. Isto tem sido especialmente

verdadeiro em sua habilidade em ligar diversas

lutas sem eliminar suas particularidades. O brilho

dessas lutas tem sido sua organiza玢o em torno de

certas datas em que uma institui玢o capitalista

global se reúne. Quanto maiores as manifesta珲es

maiores ser�o os alvos a serem atingidos, o tempo

passou e o capitalismo em seus muitos aspectos

permanece na mira. Isso encoraja o ataque e nesse

dia cada um escolhe seu alvo predileto. Ataques

dirigidos a diversos alvos em um só dia em que a

institui玢o capitalista se reúne, faz liga玢o

entre as várias lutas, liga varias lutas sem que

seja necessário que marchem sob o mesmo tambor ou

que a diversidade das lutas seja suprimida até que

"a organiza玢o" diga a época (depois da

revolu玢o?). A simultaneidade destas lutas liga-as

em nossa imagina玢o; isto nos permite compreender

que temos um inimigo em comum. N�o é necessário ir

a Seattle, Washington, ou Praga (embora seja ótimo

fazer isso), escolha seu alvo em sua área, para o

N30 ou S11, encontre um lugar específico para

dizer a todos que sua meta é o fim do sistema

capitalista.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória